Diretor teatral e músico, graduado em Música e Mestre em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC.

Transita na direção entre o teatro, o cinema e a música.

CINEMA: Em 2007 ganhou o prêmio Inovação Fotográfica com o vídeo Olhos de Criança no Festival do Livre Olhar (Flô) em Porta Alegre. Em 2008 estreou o curta-metragem ‘A Mão do Macaco’, prêmio do edital Cinemateca Catarinense. O curta foi selecionado para o 3º curta cine fantástico de São Paulo e para o FAM (Festival Audiovisual do Marcosul, em Florianópolis), assim como foi pré-selecionado para o Hollyshorts Festival em Hollywood. O Travesseiro de Penas (sobre conto de Horacio Quiroga)foi o projeto vencedor do VIº Prêmio FUNCINE de Florianópolis. Para 2018 planeja filmar Peça para Solidão Solo (roteiro original) e o curta Berenice corta o Cabelo (sobre o conto de F. Scott Fitzgerald).

TEATRO: É um dos fundadores, em 2001, da Persona Cia. de Teatro, onde dirigiu os espetáculos F. e Castelo de Cartas – de Rogério Christofoleti, E.V.A. de Christiano de Almeida Scheiner e Nem mesmo a chuva tem mãos tão pequenas sobre a obra ‘The Glass Menagerie’ de Tennessee Williams. De 2008, A Galinha Degolada, sobre conto de Horacio Quiroga, se apresentou em diversas cidades do país participando de projetos importantes como o circuito EmCena Catarina do SESC e do Viagem Teatral, patrocinado pelo SESI – SP. Em 2011 o espetáculo fez parte da programação do Palco Giratório – SESC (turnê nacional) e foi o único representante brasileiro no CASA – Latin American Theatre Festival em Londres.

A partir de 2003 inicia uma parceria com o ator Renato Turnes na criação da Trilogia Lugosi – três monólogos sobre contos fantásticos. O primeiro foi O Coração Delator, sobre conto de Edgar Allan Poe, o segundo Outsider, sobre conto de H. P. Lovecraft e o terceiro, O Fantástico Homem que Imita a si mesmo, sobre história de Fernando Bonassi. Dirigiu em 2008 a atriz Marisa Naspolini, no espetáculo vencedor do Prêmio Myriam Muniz de Teatro daquele ano: Simulacro de uma Solidão, sobre a obra de Ana Cristina César. Em 2012 estréia o monólogo Os Bons Serviços com a atriz Betinha Mânica, do grupo Teatro depois da Chuva, de Passo Fundo no Teatro do Sesc Florianópolis. Também em 2012, estréia o monólogo A Morte de Ofélia com a atriz Samantha Cohen, através do edital municipal de apoio às artes de Joinville. Estreia, em 2014, através do Edital Municipal de Chapecó, o monólogo Visagem, com a contadora de histórias e atriz Josiane Geroldi. Também estreia em 2014, com a Persona Cia de Teatro, a montagem de OTELO de W. Shakespeare (Prêmio Myriam Muniz e Elisabete Anderle 2013) e, em 2016, estreia o espetáculo Cena Morta, com texto de sua autoria. Dirige Paraíso, SC a partir de seu próprio argumento e também o espetáculo infantil A Bruxinha Arlete, texto de Giselle Kincheski. Dirige o espetáculo Um Tonto Numa Caixa, com texto de Martin Giner. Em 2022 estreia É Difícil encontrar um Homem Bom a partir do conto de Flannery O’Connor. Todos estes últimos pela Persona Cia de Teatro.

MÚSICA: Trabalhou como assistente da maestrina Mércia Mafra Ferreira, no Coro Pró Música de Florianópolis – de 1996 a 2003. É responsável pela direção do grupo Cantus Firmus (criado em 2003), especializado em música medieval e renascentista. Realizou com o grupo o projeto ‘Música da Renascença nas Igrejas’, com patrocínio dos Correios, em 6 capitais do país. Realizou em 2011 a gravação do CD ‘Missa Brevis’ com a obra do compositor italiano Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525-1594). Realizou a turnê de música erudita do SESI – SP em 2012. Em 2014 lança o primeiro DVD do grupo – Madrigais de Monteverdi, pelo Edital Elisabete Anderle 2013. Em 2015 participa do Festival de Inverno do SESC – RIO e do projeto Rede Sesc de Música – SC. É contemplado com o Edital Elisabete Anderle novamente em 2017, para a comemoração dos seus 15 anos de existência. De 2017 a 2019 participa como cantor o Polyphonia Khoros, sob a regência de Mércia Mafra Ferreira.

É um dos fundadores da Camarim – Escola de Arte, localizada no Balneário do Estreito, em Florianópolis, onde ministra aulas de música e teatro. Escreveu a dissertação –  A orquestra invisível: o trabalho do encenador a partir dos conceitos fundamentais da linguagem musical.

Jefferson Bittencourt

Jeff 91

Atriz, produtora cultural e professora de teatro na Camarim Escola de Arte.

Teatro: Bacharela em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Catarina faz parte da Persona Cia de Teatro, desde 2013, como atriz e produtora. Atualmente está elenco dos seguintes espetáculos ativos da companhia: É difícil encontrar um homem bom (2022), premiado no edital Aldir Blanc 2021, Paraíso SC (2019) premiado no edital 2018 de Apoio às Culturas do Fundo Municipal de Cultura de Florianópolis, A Bruxinha Arlete (2019) – premiado no edital 009/2018 de Apoio às Culturas do Fundo Municipal de Cultura de Florianópolis e Cena Morta (2016), todos com direção de Jefferson Bittencourt. Também pela companhia compôs o elenco do espetáculo “Otelo”, de Shakespeare, premiado no Edital Funarte de Teatro – Myriam Muniz 2013 e Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2013.
Desenvolve também desde 2014 o trabalho pedagógico de ensino de teatro na sede da Companhia, a Camarim Escola de Arte, localizada no bairro Estreito, cidade de Florianópolis, onde ministra aulas para jovens e adultos. Realiza também o trabalho de administração do Teatro Camarim, um teatro de bolso de 36 lugares, situado no mesmo local onde funciona a escola.

Cinema: Como produtora de cinema, assina a direção de produção do curta metragem Travesseiro de Penas (sobre conto de Horacio Quiroga) projeto vencedor do VIº Prêmio FUNCINE de Florianópolis e também do DVD Cantus Firmus – Madrigali D’Amore, projeto premiado pelo edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2013.

Bailarina: Foi bailarina do Studio de Ginástica e Dança do Instituto Estadual de Educação, coordenado na época pela professora Marina Lingner Heidrich de Carvalho, de 1989 a 1999. Com o Studio de Ginástica e Dança participou de festivais de dança como bailarina, destacando-se o XV Festival de Joinville.

Giselle Kincheski

Giselle

Licenciada em Filosofia – UFSC, 1992. Especialista em Arte Educação – UDESC, 1996. Mestre em Mídia e Conhecimento – UFSC, 2002. Atuação por 6 anos na Educação Básica como professora e 25 anos no ensino superior como gestora pedagógica e docente, destacando as áreas de Filosofia, Estética Teatral e Dramaturgia. Como atriz atuou em várias produções artísticas relevantes, entre elas: “América” – direção Lau Santos e Marisa Naspolini, apresentado no Projeto Brasil-Itália no Centro Cultural São Paulo, temporada de um mês no SESC Vergueiro – São Paulo em 1995; “Catharina, Uma Ópera da Ilha” – de Isabel Orofino e Marisa Naspolini com direção de Lau Santos, estreado no 1º Festival do Mar em Florianópolis – 1997; “Quatro” do dramaturgo Marlio Silveira da Silva e direção de Fatima Lima, em cartaz no SESC Prainha em Florianópolis – 1998; “Blues e Souza”, texto de Fábio Brüggemann e direção de Lau Santos, 1999; “Mágicos Navegadores”, dirigido pelo reconhecido diretor Osvaldo Gabrielli, em temporada no Costão do Santinho Resort durante o verão de 2000. Filme “Do que te lembras Maria?”, dirigido por Mara Salla, 2017; Série Cinema “Submersos” dirigido por Marcia Paraíso, 2018, e nos últimos anos junto à Persona Companhia de Teatro, sob a direção de Jefferson Bittencourt: “Cena Morta”, estreado em 2016; “Paraíso, SC” (estreado em 2019) premiado no edital 2018 de Apoio às Culturas do Fundo Municipal de Cultura de Florianópolis, “A Bruxinha Arlete” (estreado em 2019) – premiado no edital 009/2018 de Apoio às Culturas do Fundo Municipal de Cultura de Florianópolis e “É difícil encontrar um homem bom” texto de Flannery O’Connor, tradução de José Roberto O’Shea, estreado em 2022 (premiado no edital Aldir Blanc 2021).

Juli Nesi

Juli
Formação Acadêmica

Curso Superior – Graduação | Direito Unisul – Formada 2016/2. Pós-graduação Latu Sensu em Direito Constitucional | Damásio – Concluída em 2021.

Formação Artística

Terapeutas da Alegria. Atuação em hospitais da grande Florianópolis/SC. De março de 2012 a julho de 2013. Curso de Interpretação na Camarim Escola de Arte. De janeiro de 2014 a dezembro de 2017. Oficina Introdutória de Teatro Musical realizada pela Cia Grito de Teatro. Março de 2018. Integrante da Cia Grito de Teatro Musical. De abril de 2018 a junho de 2019. Integrante da Persona Cia de Teatro. Junho de 2019 – atual.

Teatro

Em Cena. Texto: Marcello Sobrinho. Direção: Giselle Kincheski. Apresentação no Teatro Armação, Florianópolis/SC, em dezembro de 2014. Quando as Palavras Sonham. Monólogo: “Silêncio” de Edgar Allan Poe. Direção: Giselle Kincheski. Apresentação no Teatro Armação, Florianópolis/SC, em dezembro de 2015. Medida por Medida. Texto: William Shakespeare. Direção: Giselle Kincheski. Personagem: Isabela. Apresentação no Teatro Armação, Florianópolis/SC, em dezembro de 2016. A Farsa do Advogado Pathelin. Texto: Autor desconhecido. Direção: Giselle Kincheski. Personagem: Guilhermina. Apresentação no Teatro Armação, Florianópolis/SC, em dezembro de 2017. Pequenos Monólogos de Shakespeare. Monólogo: “Macbeth” de William Shakespeare. Direção: Jefferson Bittencourt. Personagem: Lady Macbeth. Apresentação no Teatro Armação, Florianópolis/SC, em dezembro de 2017. Aventuras em Alto Mar. Texto: Adaptação de Gabriel Ubirajara de Almeida. Direção: Gabriel Ubirajara de Almeida e Jamil Vigano. Personagem: Aldeã. Apresentação no Teatro CIC, Florianópolis/SC, em junho de 2018. Aquela Avenida. Texto: Adaptação de Lara Pasternak. Direção: Lara Pasternak. Personagem: Ursinha. Apresentação no Teatro Álvaro de Carvalho, Florianópolis/SC, em julho de 2018. Cena Morta Texto: Jefferson Bittencourt. Direção: Jefferson Bittencourt. Personagem: Diana. 2018 e retorno em 2022. Paraíso, SC. Texto: Jefferson Bittencourt. Direção: Jefferson Bittencourt. Personagem: Tia. Em circulação – 2022. Um Tonto Numa Caixa. Texto: Martin Giner. Direção e adaptação: Jefferson Bittencourt. Personagem: Pequena. Estréia no Teatro Camarim, Florianópolis/SC, em agosto de 2019. Em circulação – 2022. A Bruxinha Arlete. Texto: Giselle Kincheski. Direção: Jefferson Bittencourt. Personagem: Miss Maricota. Em circulação – 2022. É Difícil Encontrar Um Homem Bom. Texto: Flannery O’Connor. Tradução: Dr. José Roberto O’Shea. Direção e adaptação: Jefferson Bittencourt. Personagem: Mãe. Em circulação – 2022.

Cinema

Flor. Curta-metragem. Roteiro: Bernardo Schmitt e Leonardo Pinheiro. Direção: Leonardo Pinheiro. 2017.

Televisão

Crisálida. Série para Televisão. Figuração. Direção: Serginho Melo. 2018.

Habilidades Adicionais:

Aulas de Dança na modalidade Jazz. Escola Casarão da Dança. 2015. Aulas de Dança na modalidade Zouk. Escola Casarão da Dança. 2019. Inglês intermediário. Aulas de canto. Professora Jéssica Daussen. 2018.

Verônica Bornhofen

Verônica

Formação Acadêmica

Escola Estadual de Teatro Martins Pena – Curso de Qualificação Profissional de Ator – Rio de Janeiro – RJ

Montagens Artísticas

Espetáculo: Cena Morta. Drama de Jefferson Bittencourt. Direção: Jefferson Bittencourt; Rinocerontes – Teatro do Absurdo de Eugene Ionesco. Direção: Elza de Andrade; Doce Deleite. Comédia de Alcione Araújo. Direção: Eduardo Gama; Sobre Mentiras e Segredos. Tragicomédia baseada em obras de Nelson Rodrigues Direção: Ribamar Ribeiro. Chocante. Música e performance da banda humorística A-Shame
Direção: coletiva. As bolinhas do Champanhe fazem cócegas no meu nariz. Comédia baseada em crônicas de Luís Fernando Veríssimo. Direção: Pitta Belli; Auto do Homem. Drama baseado em livros de história a partir do cristianismo. Direção: Paulo Gaiger

Prêmios

Melhor ator coadjuvante – O Deus nos acuda – FENATA/Ponta Grossa. Melhor ator coadjuvante – Sobre Mentiras e Segredos – FETAERJ/Paty de Alferes. Melhor ator Coadjuvante – Rinocerontes – Festival Petrobrás/Rio de Janeiro. Direção Revelação – Há ali carne e aço – XXIV JOTETITAC

Fernando Kleis

Fernando

Ator desde 2003. Formado em cursos e oficinas: Centro de Pesquisas Teatrais- UFSC. (2002). Curso de Formação de Atores CNT (2005). Oficina de Teatro Contemporâneo Escola Celia Helena (2007). Escola de Atores Wolf Maya (2008). Cursando Artes Cênicas UFSC 2019-1.
Teatro:
O Noviço – (2006) de Martins Pena e direção de Renato Turnes. De Como Ser – (2007), texto e direção Carmen Fossari. “Em Troca Do Agrado Que Me Dão”– (2007), texto e direção Heloisa Marina. Mi Muñequita – (2008-2012) do uruguaio Gabriel Calderón, com direção de Renato Turnes – Prêmio Municipal de Incentivo à Cultura da Fundação Franklin Cascaes, Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, Emcena Catarina (SESC-SC), Palco Giratório (SESC). UZ (2014), do uruguaio Gabriel Calderón e direção de Renato Turnes – Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, Emcena Catarina 2016 (SESC-SC), FIT-BH 2016. FITUB – Blumenau 2017. Monólogo La Monstrua (2015) do uruguaio Ariel Mastandrea, com direção de Giovanna Colombi. 75 Punhaladas (2017) do argentino Martín Giner, com direção de Carlos Longo.

Com a Persona Cia de Teatro:

Um Tonto Numa Caixa (2019) do argentino Martín Giner, com direção de Jefferson Bittencourt. Paraíso, SC (2019) argumento e direção de Jefferson Bittencourt. A Bruxinha Arlete (2019) texto de Giselle Kincheski e direção de Jefferson Bittencourt. É Difícil encontrar um Homem Bom, a partir do conto de Flannery O’Connor, direção de Jefferson Bittencourt.

Cinema:

A cor da guerra (2003), de Rodrigo Araújo e Paulo Calasans. curta-metragem: Curta 16mm Curta (vídeo) O um e o outro (2006) de Cintia Domit Bittar. Curta (vídeo) FRANCO (2006) de Marco Martins. Curta (vídeo) Rosa BB (2006), roteiro de Renato Turnes e direção: Loli Menezes. Curta (vídeo) O Povo da Corte (2006) de Chico Caprário. Curta (vídeo) Aquário (2007) de Cintia Bittar. Curta (vídeo) Erótikos (2008)- Corpos em Movimento” de Melina Curi. Curta (vídeo) O Convite (2008) de Gustavo Laranjeiras. Blackouts (2008), de Marco Stroisch. Curta (35mm) Beijos de arame farpado (2009) Marco Martins. Curta (35mm)
O Homem Dublado (2013), de Renato Turnes. O Depoimento de Ivo Zimmerman (2017), da Komodo Produtora. Média metragem (35mm).

Alvaro Guarnieri

Alvaro

Cursos
2015 – 2016. Curso de teatro infantil. Camarim Escola de Arte.
2017 – 2018. Curso de teatro adolescente. Camarim Escola de Arte.
2019 – 2020. Curso de teatro adulto. Camarim Escola de Arte.
2021 – 2022. Curso de montagem. Camarim Escola de Arte.
2022 em andamento. Curso de montagem. Camarim Escola de Arte.

Espetáculos

Montagens Camarim Escola de Arte:

PERSONA NON GRATA turma de teatro de adulto Camarim Escola de Arte (2021). Looping Cotidiano, turma de teatro adulto Camarim Escola de Arte (2019). Por onde você anda?, turma de teatro adolescentes Camarim Escola de Arte (2018). #ENTRE AMIGOS, turma de teatro para adolescentes Camarim Escola de Arte (2017);

Com a Persona Cia de Teatro:

A Bruxinha Arlete (2019) texto de Giselle Kincheski e direção de Jefferson Bittencourt. É Difícil encontrar um Homem Bom, a partir do conto de Flannery O’Connor, direção de Jefferson Bittencourt

Fabiana Alflen

Fabia

Formação Acadêmica

Bacharel em Letras-Inglês (UFSC)

TEATRO

É Difícil Encontrar Um Homem Bom (2022) Direção e adaptação: Jefferson Bittencourt A partir do conto de Flannery O’Connor; Um Tonto Numa Caixa (2019/ 2022) Direção: Jefferson Bittencourt Texto: Martín Giner; Bang Bang Você Morreu (2010) Direção: André Francisco Texto: William Mastrosimone; O Auto da Conquista (2009) Direção geral: Jefferson Bittencourt Direção musical: Maestro Carlos Lucas Besen Texto: Osvaldo Ferreira de Melo; A Aurora da Minha Vida (2005) Direção: Renato Turnes Texto: Naum Alves de Souza

CINEMA/ VÍDEO

A Mão do Macaco (curta-metragem, 2007) Direção: Jefferson Bittencourt; Mosaico de Histórias de Amor (curta-metragem, 2006) Direção: Renato Turnes; Spray (curta-metragem, 2006) Direção: Breno Turnes; Palavras ao Vento (curta-metragem, 2003) Direção: Dirceu Domingues Júnior; Um Amor Tão Leve (curta-metragem, 2003) Direção: Laine Milan; Alumbramentos (curta-metragem, 2002) Direção: Laine Milan.

TV
Crisálida (série, 2019) Direção: Sérgio Melo; Criança e Educação (série do Jornal do Almoço, 2003)

PUBLICIDADE

Lez a Lez (VT, campanha Seja Sol, 2021); Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável de SC (VT, 2017); Beto Carrero World (VT, 2012); Unimed (VT e campanha fotográfica Os Três Mosqueteiros, 2012); O Tempo (VT e campanha fotográfica em comemoração aos 15 anos do jornal mineiro, 2011); Peugeot (VT, campanha Ver Para Crer, 2011)

OUTROS TRABALHOS

Roteiro e direção do curta-metragem Querida Alice, projeto contemplado no Prêmio Cinemateca Catarinense 2010. Roteiro do curta-metragem em pré-produção Veio do Mar, projeto contemplado no Prêmio Catarinense de Cinema 2021.

Leandro Waltrick

Leandro

Graduado em Artes Plásticas e Teatro pela Udesc – Universidade do Estado de Santa Catarina.
Atuou como cenógrafo em diversas companhias de Florianópolis.
Professor de Artes da Rede Pública Estadual.
Trabalha com a Persona Cia de Teatro desde 2006 realizando os cenários dos espetáculos:

Nem Mesmo a Chuva tem mãos tão pequenasA Galinha DegoladaCena MortaParaíso, SCA Bruxinha ArleteUm Tonto Numa CaixaÉ Difícil Encontrar um Homem Bom

Jânio Roberto de Souza

Janio

Formado em fotografia pela escola Ateliê da Imagem – Rio de Janeiro – 2015.
Responsável por ministrar workshop de fotografia (estilo retrato) em Niterói/RJ, incluindo edição de imagem para fotógrafos iniciantes.
Criador do “Guia de pose para modelos e blogueiras”, E-book de poses que auxilia tanto os fotógrafos como modelos e blogueiras a se prepararem e posicionarem corretamente para os ensaios fotográficos.
Responsável pelos ensaios fotográficos de algumas turmas de alunos da Camarim Escola de Arte – Florianópolis /SC.
Responsável pelos ensaios fotográficos e filmagens de algumas peças teatrais do grupo de teatro Persona Cia de Teatro. Florianópolis/SC
Além da fotografia atua nos setores de: Produção de vídeo, criação de vídeo aula, criação de E-book, criação de conteúdo digital para e-books e tratamento de imagem.

Formação Acadêmica
Graduação em Ciências da Computação pela Universidade do Vale do Itajaí – Univali
Graduação em Design Gráfico – Faculdade Cruzeiro do Sul (Cursando)
Pós Graduado em Gerenciamento de Projetos – FGV

Formação Profissional
Formação em fotografia – Técnica e linguagem fotográfica – Ateliê da Imagem (RJ) – 2015.
Formação em fotografia – Desenvolvimento da linguagem fotográfica – Ateliê da Imagem (RJ)

Emerson Cassanelli

Emerson

Formada em Administração de Empresas e Artes Aplicadas, possui ateliê próprio, onde cria peças usando técnicas da costura criativa e onde faz seus estudos, pesquisas e criação como Figurinista. Entre 2021 e 2022, criou figurinos para turmas de teatro da Escola de Artes Camarim e da Persona Cia de Teatro. Atualmente, cursa graduação em Design de Moda no Centro Universitário  Estácio de Santa Catarina.

Figurinista do espetáculo É Difícil Encontrar um Homem Bom.

Luciana Nauar

Luciana